Newsletter

terça-feira, 12 de outubro de 2010

12 de outubro - Oxum


Mitologia Africana

Oxum, Iansã e Obá eram esposas de Xangô. Muitos dizem que Oxum enganou Obá e a induziu a cortar a orelha e colocá-la no amalá de Xangô, criando, com isso, uma grande desavença entre ambas. Mas, na verdade, Obá apenas cortou sua orelha para provar seu amor a Xangô. Muitos difundiram este mito porque Oxum é a deusa da beleza e da juventude, ao passo que Obá tem mais idade e protege as mulheres dignas, idosas e necessitadas, além de trabalhar com Nanã. Quem afirmar que há uma desavença entre Oxum e Obá e que esta é a menos amada por Xangô está totalmente enganado, porque Obá é aquela mulher que fica ao lado do marido e que mais recebe o amor dele. Quanto ao fato de algumas qualidades lutarem entre si, não é por causa da "desavença", que nem é verdadeira, e sim porque as qualidades fazem uma representação de conflitos e guerras do tempo em que tais qualidades estavam na Terra. Do mesmo jeito que, se houver uma qualidade de Iansã que, quando viveu na Terra, teve uma guerra com Ogum, quando ambos incorporarem, representarão uma luta entre si, para mostrar que possuíam certa desavença, e um pouco da história do mundo. Vale lembrar que estamos falando dos ORIXÁS Obá e Oxum, e não de suas qualidades (caminhos). Os orixás tiveram uma história aqui na Terra, e as qualidades, outra. Então, se Iansã tiver um conflito com Ogum, não podemos dizer que a Iansã (ORIXÁ) tem conflito com o Ogum (ORIXÁ), porque quem tem a desavença são suas qualidades, e não os orixás entre si.

No Candomblé (Brasil)

Oxum é um Orixá feminino da nação Ijexá, adotada e cultuada em todas as religiões afro-brasileiras. É o Orixá das águas doces dos rios e cachoeiras, da riqueza, do amor, da prosperidade e da beleza.

Na natureza, o culto a Oxum costuma ser realizado nos rios e nas cachoeiras e, mais raramente, próximo às fontes de águas minerais.

Oxum é o símbolo da sensibilidade e, muitas vezes, espíritos que trabalham sobre esta vibração, costumam vir carregados de uma “aura de sensibilidade”, derramando lágrimas dos médiuns.

As chamadas “Filhas de Oxum” têm algumas características em suas personalidades. São mulheres voluptuosas que chamam a atenção por onde passam, devido, muitas vezes , sua beleza extravagante; todas elas têm muito bom gosto para se vestirem; muitos dos filhos de Oxum também são identificados por pessoas que choram bastante e por qualquer coisa – sabe aquele filme de romance que ninguém chora e de repente tem um que abre o bocão e chora? Pois é, este – talvez – pode ser um(a) filho(a) de Oxum

Sincretismo Brasileiro

Nas religiões afro-brasileiras é sincretizada com diversas Nossas Senhoras:

- Na Bahia: Nossa Senhora das Candeias ou Nossa Senhora dos Prazeres

- No Sul do Brasil: Nossa Senhora da Conceição

- No Centro-Oeste e Sudeste: ora associada como Nossa Senhora, ora com Nossa Senhora da Aparecida.



Quem não conhece a famosa música tocada em todos os terreiros do nosso Brasil?

Eu vi Mamãe Oxum na cachoeira

Sentada na beira do rio

Eu vi Mamãe Oxum na cachoeira

Sentada na beira do rio

Colhendo lírios, lírioyê

Colhendo lírios, líriowá

Colhendo lírios para enfeitar nosso Gongá


Aperte Play e deguste essa música

Nenhum comentário:

Postar um comentário