Newsletter

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Quais serão as vibrações de 2011?

Olá gente!

Pensar em 2011, novo ano e ciclo iniciando nos remete a pensar em grandes transformações também. Como já sabemos, a nossa nova presidente da República eleita assumiu o cargo mais importante da nossa política, representando todos os brasileiros e o próprio Brasil no exterior.

Desde o ano 2009, pudemos notar algumas mudanças no âmbito global e um chacoalhão em alguns países do globo, trazendo reflexão para todos os departamentos humanos , talvez para fazer-nos refletir sobre nossa perda da Fé, esquecimento de Deus e falta do evangelho do Cristo em nosso dia a dia.

Em 2011, segundo alguns Babalorixás, será regido por Iansã, Xangô e Oxum. Com isso, podemos antecipar que as grandes mudanças continuarão neste ano e que, talvez, serão até mais intensas se formos analisar cada uma das vibrações que irão reger 2011.


Iansã

Representa a Deusa da espada de fogo, dona das paixões. Iansã é a rainha dos raios, dos ciclones, furacões, tufões, vendavais. Orixá do fogo, guerreira e poderosa. Mãe dos eguns, guia dos espíritos desencarnados, senhora dos cemitérios. Não é muito difícil depararmo-nos com a força da Natureza denominada Iansã (ou Oyá, conforme denominado em alguns bantos). Convivemos com essa energia de Iansã diariamente. Iansã é a representação do vento, da brisa que alivia o calor. Iansã é também o calor, a quentura, o abafamento. É o tremular dos panos, das árvores, dos cabelos. É a lava vulcânica destruidora. Ela é o fogo, o incêndio, a devastação pelas chamas.

Oyá é o raio, a beleza deste fenômeno natural. É o seu poder. É a eletricidade. Iansã está presente no ato simples de acendermos uma lâmpada ou uma vela. Iansã é a energia viva, pulsante, vibrante.


Xangô

Xangô é representado como o rei das pedreiras, senhor dos coriscos e do trovão, Pai de justiça e o Orixá da política. Guerreiro, bravo e conquistador, Xangô também é conhecido como o Orixá mais vaidoso, entre os deuses masculinos africanos. É monarca por natureza e chamado pelo termo Oba, que significa rei.


Xangô é a ideologia, a decisão, a vontade, a iniciativa. Xangô é a rigidez, a organização, o trabalho, a discussão pela melhora, o progresso cultural e social, a voz do povo, o levante, a vontade de vencer. Xangô é a capacidade de organizar e pôr em prática os projetos de diferentes áreas, é a reunião de pessoas, para discutirem pontos e estratégias de trabalho. Xangô também é o sentido de realeza, a atitude imperial, monárquica. É o espírito nobre das pessoas, o chamado “sangue azul”, o poder de liderança. É o líder, o monarca, o reformador. É o justiceiro da Natureza, aquele que manda castigar e que também castiga. Xangô é a atitude digna, a fortaleza, a decisão final.


Oxum

Mãe da água doce, Rainha das cachoeiras, deusa da candura e da meiguice, dona do ouro. Orixá da prosperidade, da riqueza, ligada ao desenvolvimento da criança ainda no ventre da mãe. Oxum exerce uma ampla influência no comportamento dos seres humanos, regendo principalmente o lado teimoso e manhoso, além daquele espírito maquiavélico que existe em todos nos. Oxum rege o charme. Tudo que está ligado à sensualidade, à sutileza, ao dengo, tem a regência de Oxum. Oxum também é o carinho. É o amor, puro, real, maduro, solidificado, sensível. Oxum não chega a ser a paixão. Esta é Iansã. Oxum é o amor, aquele verdadeiro. Ela propicia e alimenta este sentimento nos homens, fazendo-os ser mais calmos e românticos.

Analisando um pouco de cada orixá, conforme citado acima, temos uma prévia de algumas mudanças que estão previstas para o ano 2011 e das vibrações que regerão nosso mundo durante 2011.

Teremos que encarar muitos desafios importantes em 2011. Para isso, uma das principais dicas que sempre ouvimos dos espíritos: Fortalecer nossa fé será um dos caminhos que teremos que trilhar neste ano que acaba de nascer. E me faz lembrar uma das frases ditas por Teresa de Calcutá, no livro Força Eterna do Amor – psicografado pelo médium Robson Pinheiro pelo espírito Teresa de Calcutá – “Fé é a força fundamental de todo o universo, embora ela se dobre à excelência do amor, que tudo direciona de modo a dar qualidade àquilo que ninguém vê ou percebe – apenas sabe”

E que, para esse ano, possamos refletir em nossas atitudes pessoais e sermos melhores, praticarmos as leis de Deus e sermos personagens reais do Evangelho do Cristo.

Abraços

Carlinhos


Dúvidas, críticas e sugestões? Comentem...

Nenhum comentário:

Postar um comentário